Escolha uma Página

Curso de Liberação Miofascial estilo Rolfing

Categoria:

Descrição

Por que fazer o Curso de Liberação Miofascial?

O curso de liberação miofascial estilo Rolfing concentra-se em técnicas de liberação do tecido fascial que está restrito. Há uma série de condições e sintomas que a terapia de liberação miofascial aborda, sendo uma técnica de grande eficácia. A liberação miofascial é uma técnica prática segura e muito eficaz que envolve a aplicação de uma pressão nas restrições do tecido conjuntivo miofascial para eliminar a dor e restaurar o movimento.

Trauma, respostas inflamatórias e / ou procedimentos cirúrgicos criam restrições miofasciais que podem produzir pressões de tração de aproximadamente 907kg por polegada quadrada em estruturas sensíveis à dor que não aparecem em muitos dos testes padrão (raios-x, melógrafos, eletromiografia, etc.)

O que a Liberação Miofascial pode tratar?

Muitos pacientes buscam tratamento miofascial depois de perderem flexibilidade ou função após uma lesão ou se experimentam dor nas costas, ombros, quadril ou praticamente em qualquer área contendo tecido mole.

Outras condições tratadas por terapia de liberação miofascial incluem disfunções Temporo -Mandibulares (ATM), síndrome do túnel do carpo, fibromialgia e dor de cabeça ou enxaqueca. Os sintomas do paciente geralmente incluem:

  • Aprisionamento dos tecidos que restringe o movimento ou alteram negativamente a postura. Isto faz com que os indivíduos abusem mais de um quadril ou ombro, por exemplo.
  • Sensação de pressão excessiva nos músculos ou articulações que produz dor
  • Dor em qualquer parte ou partes do corpo, incluindo dor de cabeça ou dor nas costas.

A dor miofascial pode ter duas fontes. A dor pode ser gerada a partir do músculo esquelético ou tecidos conjuntivos que são “ligados” pela fáscia presa. Além disso, a dor também pode ser gerada a partir de tecido miofascial danificado, às vezes em um “ponto gatilho” onde ocorreu uma contração de fibras musculares. Em ambos os casos, a restrição ou contração inibe o fluxo sanguíneo para as estruturas afetadas, acentuando ainda mais o processo de contração, a menos que a área seja tratada.

O objetivo do curso de liberação miofascial estilo Rolfing é ensinar uma técnica eficiente, que afrouxa a fáscia. Deste modo, ao quebrar as aderências, a fáscia libera as outras estruturas relacionadas que passam a se mover mais livremente. Consequentemente, o movimento do paciente é restaurado.

Quem pode aplicar a terapia de liberação miofascial?

Muitos profissionais de saúde podem aplicar a terapia de liberação miofascial, desde que adequadamente treinados. Fisioterapeutas, Terapeutas Ocupacionais, Quiropraxistas, Osteopatas, Médicos, Massoterapeutas, entre outros. Treinamentos específicos e cursos de Liberação Miofascial são geralmente necessários e importantes para atingir um alto nível de competência.

Tratamentos combinados com a liberação miofascial

A curso de liberação miofascial estilo Rolfing ensina uma técnica que pode complementar outros tratamentos.  Esses incluem:

  • Aplicação de calor para aliviar músculos tensos ou usar gelo para acalmar áreas inchadas
  • Alongamento com objetivo de manter a flexibilidade e aumentar a amplitude de movimento ou exercício aeróbio para aumentar o fluxo sanguíneo para as áreas afetadas.
  • A liberação miofascial também pode melhorar ou auxiliar outros tratamentos para aumentar sua eficácia, como acupuntura, manipulação, fisioterapia ou terapia ocupacional.
  • Além disso, a liberação miofascial também pode melhorar o alinhamento esquelético e muscular antes de uma cirurgia ou ajudar os atletas a alcançar um melhor alinhamento antes das competições esportivas.

Ao abordar áreas específicas do sistema fascial, a terapia miofascial pode ajudar a preparar os pacientes para formas mais agressivas de fortalecimento ou proporcionar alívio da dor para pacientes com flexibilidade e movimento restrito, permitindo assim que os pacientes retornem ao movimento normal e maior função de modo mais acelerado.

A liberação miofascial alivia as restrições dos tecidos moles que causam dor. Algumas causas de dor miofascial crônica ou dor lombar são mais fáceis de diagnosticar do que outras: trauma (como acidente de carro ou queda), desalinhamento de postura por longos períodos ou déficit mecânico, uma compressão nervosa, hérnia de disco ou condições inflamatórias.

Quando a dor é causada pela adesão miofascial dentro do sistema fascial (a teia de tecido conjuntivo que se espalha por todo o corpo e envolve todos os músculos, ossos, vasos sanguíneos do nervo e órgão para o nível celular), o diagnóstico é mais difícil, como fazem as restrições da fáscia não aparece em exames de MRI ou raios-X. No entanto, essas restrições podem desempenhar um papel significativo na criação de dor e mau funcionamento na estrutura da coluna vertebral, extremidades e órgãos.

 

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Curso de Liberação Miofascial estilo Rolfing”

O seu endereço de e-mail não será publicado.