Escolha uma Página

Curso de Pontos Gatilhos

Categoria:

Descrição

Como é o Curso de Pontos Gatilhos

O curso de Pontos Gatilhos foca na detecção e no tratamento conhecido também como Trigger Point. Um Ponto Gatilho é simplesmente um pequeno nó de contração no músculo. Este nó é palpado como uma ervilha no músculo. Pode chegar a tamanhos maiores também, próximos ao tamanho de um polegar. O Trigger Point mantém uma forte contração nas fibras musculares conectadas a ele, causando assim uma banda tensa muscular que pode ser sentida como uma corda no músculo. Esses trigger points nos músculos e no revestimento fino em torno de cada músculo (chamado fáscia) são chamados de Pontos Gatilhos miofasciais.

Os Pontos Gatilhos são iguais a espasmos musculares ou rupturas musculares?

Não, um Ponto Gatilho não é o mesmo que um espasmo muscular. Um espasmo envolve uma contração violenta de todo o músculo, enquanto que um Ponto Gatilho é contração em apenas uma pequena parte de um músculo. Uma ruptura envolve danos físicos nas fibras do músculo ou do tendão, tal dano não foi demonstrado em estudos de Ponto Gatilho. (No entanto, tais lesões podem predispor um ao desenvolvimento de Pontos Gatilhos mais tarde.)

Por que eles são chamados de Pontos Gatilhos?

Puxar o gatilho de uma arma causa uma série de efeitos como barulho e o disparo da bala. Pressionar firmemente os Pontos Gatilhos gera os sintomas do paciente como dor e parestesia, muitas vezes a distância. Estes sintomas podem muitas vezes estar bem distantes e não coincidem necessariamente com um trajeto nervoso. Assim, por exemplo, uma dor de cabeça pode não ser causada por um problema na própria cabeça, mas foi enviada para a cabeça de um Ponto Gatilho. Um dos principais aprendizados deste curso de Pontos Gatilhos é: Nunca assuma o que o problema está no lugar onde dói.

O que isso diz respeito à dor?

A dor referida causada por Pontos Gatilhos geralmente é constante, bem dolorida e incômoda, muitas vezes profunda. Pode ocorrer em repouso, ou apenas em movimento. Neste curso de Pontos Gatilhos você aprende toda a teoria do porque eles provocam dor a distância.

Os Pontos Gatilhos são comuns?

Sim! Na verdade, os Pontos Gatilhos Miofasciais estão entre as causas de dor musculoesquelética mais comuns, mal reconhecidas e inadequadamente atendidas na prática médica. Infelizmente, muitos médicos de clínica geral e cirurgiões ortopédicos não sabem sobre Pontos Gatilhos e, como Pontos Gatilhos não aparecem em Raios X e tomografias, o paciente pode ser informado de que não há nada de errado com eles ou que não há nada que possa ser feito para ajudar a corrigir sua dor.

Que condições comuns são imitadas pelos Ponto Gatilho?

Os Pontos Gatilhos são conhecidos por causar ou contribuir para dores de cabeça, dor no pescoço e mandíbula, dor lombar, sintomas da síndrome do túnel do carpo e cotovelo do tenista, ciatalgia e muitos tipos de dores atribuídas erroneamente a artrite, tendinite, bursite, hérnia de disco ou lesão ligamentar. Em nosso curso de Pontos Gatilhos você aprende como reconhecer quando estas dores estão relacionadas com eles.

Quais outros sintomas os Pontos Gatilhos podem causar?

Além da dor, Pontos Gatilhos podem causar dormência, formigamento, fraqueza ou diminuição de amplitude normal de movimento. Pontos Gatilhos também podem causar dores de ouvido, tonturas, náuseas, azia e falsa dor cardíaca. E podem resultar em depressão se a dor se tornar crônica.

Como sabemos onde os Pontos Gatilhos estão?

É importante perceber que os próprios Pontos Gatilhos podem não doer. É claro que eles doem quando são apertados firmemente, como na técnica de digitopressão. Em outras palavras, a arma possui um silenciador, então você não sabe de onde vem o tiro. Você só sabe que está ferido. Neste curso de Pontos Gatilhos você aprenderá a reconhecê-los e tratá-los. A maioria dos pacientes se surpreende quando apertamos um ponto muito doloroso e eles identificam a dor que está bem distante do ponto apertado. Eles geralmente desconheciam completamente que esse ponto doloroso ainda existia, e muito menos que esse ponto tão pequeno poderia ser a causa de toda a dor deles.

Então, como eu posso encontrar esse ponto?

Felizmente, a dor referida ocorre em padrões previsíveis, que foram claramente mapeados em The Trigger Point Manual por Simons e Travell. Usando seus mapas, dá para saber onde procurar por Pontos Gatilhos que, de forma característica, enviam dor para locais específicos.

O que faz com que os Pontos Gatilhos se desenvolvam?

Todos nós desenvolvemos Pontos Gatilhos em nossos músculos à medida que envelhecemos, mas algumas pessoas têm mais do que outras, por causa dos fatores predisponentes. Por exemplo, um Ponto Gatilho pode se desenvolver após uma tensão muscular aguda, como durante um acidente de carro, uma queda, um entorse ou fratura, ou exercício excessivo ou incomum. Ou após a sobrecarga crônica dos músculos utilizados para manter uma postura errada por muito tempo, falta de sono ou sono de má qualidade, ou por tarefas repetitivas de trabalho.

A saúde geral deficiente poderia tornar meus Pontos Gatilhos ainda pior?

Sim, especialmente se a sua dor está acontecendo há algum tempo, é muito provável que um ou mais dos seguintes ‘Fatores Perpetuantes’ estejam presentes:

  • Estresses mecânicos, como uma perna mais curta que outra, má postura ou imobilidade.
  • Pressão da raiz nervosa, como por exemplo, ciática.
  • Doenças internas crônicas e alguns medicamentos prescritos.
  • Deficiências nutricionais, especialmente vitaminas C, complexo B e ferro.
  • Desequilíbrios hormonais.
  • Infecções
  • Alergias (trigo e produtos lácteos em particular)
  • Pobre oxigenação dos tecidos (agravada pela tensão, estresse, inatividade, mau sono, tabagismo)

Esses fatores DEVEM ser detectados e corrigidos para que o tratamento específico dos Pontos Gatilhos seja bem sucedido e duradouro. A síndrome de fadiga crônica e fibromialgia também predispõem uma para o desenvolvimento de Pontos Gatilhos, (além de todas as outras manchas sensíveis dessas condições).

Por que o tratamento dos Pontos Gatilhos com Digitopressão funciona?

Ele trabalha o Ponto Gatilho de 3 maneiras diferentes:

  • A digitopressão rompe no círculo vicioso que manteve o músculo contraído.
  • Aumenta a circulação sanguínea, que foi restringida na área da contração muscular, permitindo que o oxigênio e os nutrientes fluam para o local.
  • E, finalmente, alongando as fibras musculares que estavam afetadas pelo Ponto Gatilho.

 

 

 

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Curso de Pontos Gatilhos”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *